Biblioteca de Babel (119): Ulogia

Existe um poema tão subversivo que foi censurado antes mesmo de ter sido escrito.

É (será) uma obra coletiva, composta por versos de centenas, talvez milhares de poetas. No dia em que todos os versos e todas as vozes se unirem, o resultado será algo tão intenso que atingirá toda a humanidade. Até quem sempre torceu o nariz para a poesia terá sua alma virada pelo avesso, as entranhas da dia consciência iluminadas, e ninguém mais descansará enquanto o planeta não for um espelho perfeito de tamanha beleza.

Por isso é tão vital manter a horda de poetas espalhada por todo o mundo, sem que possam entrar em contato e somar seus versos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s