Biblioteca de Babel (104): Andervales, o Cavaleiro de Prata

O manuscrito foi encontrado recentemente na biblioteca de um mosteiro em Alzei-Worms, perto de Mogúncia, e imediatamente associado ao ciclo Carolíngio. Conta as aventuras do barão Andervales, o 13º dos Pares de França, e de suas lutas contra terríveis inimigos da justiça e da fé.

Nas suas andanças, Andervales foi recompensado pela sua virtude e encontrou a fonte da juventude, que lhe permitiu viver muito mais que as pessoas comuns. Assim, a gesta se estende por séculos, chegando aos incríveis dias em que o cavaleiro se locomove numa carruagem prateada sem cavalos (daí o seu epíteto), usa uma caixa mágica em que se veem pequenos seres falando e se movendo, e uma outra que lhe permite conversar com pessoas distantes.

Inicialmente denunciado como fraude, o manuscrito teve sua autenticidade comprovada e hoje é considerado a primeira obra de ficção-científica da literatura mundial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s