Bestiário (136): Dragão

Dragões eram comuns em histórias e relatos até a Idade Média, quando a proliferação de heróis, cavaleiros andantes, caçadores e outros profissionais (ou amadores) da dracomaquia praticamente levaram a espécie à extinção.

Praticamente.

Porque, como não é do conhecimento geral, dragões são metamorfos. Assim, para evitar o pior, muitos deles assumiram a forma de seres com maior chance de sucesso na convivência com a cada vez mais numerosa espécie humana – cães, gatos, papagaios, jabutis, para ficar nos exemplos mais comuns.

Só assumiam sua forma verdadeira quando percebiam que alguém poderia revelar essa estratégia, ameaçando sua sobrevivência. Nesses casos, era mais prudente matar o menestrel ou naturalista atrevido. Por isso são tão poucos os relatos que nos chegaram sobre as metamorfoses draconianas.

Este Almanaque, portanto, está sob sério risco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s