Biblioteca de Babel (99): Ecos de Hamassur

Há uma caverna em Balatar, perto da antiga cidade de Nínive. Na verdade, um complexo de grutas e cavernas, uma estrutura única no mundo, naturalmente dotada de uma acústica perfeita.

Foi ali que, no século VIII antes de Cristo, o poeta assírio Hamassur declamou seu único poema conhecido.

A fantástica acústica da caverna fez a voz do poeta ecoar. E ecoar de novo, e outra vez. E permanece ecoando até hoje, para quem quiser ouvir o poema, tão nítido quanto se tivesse acabado de sair dos lábios de Hamassur.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s