Dramatis Personæ (167): Muhazzen

É considerado o mais poderoso de todos os gênios que foram capturados por Salomão (que a paz esteja com ele).

Todas as vezes em que é libertado da garrafa onde se encontra preso, concede, como é de rigor, três desejos. Qualquer que seja o pedido, porém, argumenta que tal coisa é não só indigna de seus grandes poderes, como também uma tolice. Dinheiro? Poder? Conhecimento? Amor? Tudo isso é vão, explica Muhazzen, provando com sua retórica inabalável que nenhum desejo vale a pena ser formulado.

Sem mais o que fazer, retorna para a garrafa até ser despertado outra vez. Jamais realizou um só desejo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s