Criptoetimologia (60): Orangotango

Em 1602, quando os primeiros navios da Companhia das Índias Orientais chegaram a Sumatra, os marinheiros intrigados perguntaram aos malaios qual era o nome daquele grande símio de pelo alaranjado que vivia no meio das árvores. “Orangoutan”, responderam, e os acadêmicos que acompanhavam a expedição logo perceberam a formação da palavra: era o habitante (“outan”) da floresta (“orang”).

Erraram. A verdadeira origem da palavra estava bem mais próxima deles do que poderiam imaginar.

Em 1595, Cornelis de Houtman (1565-1599) fora o primeiro holandês a chegar à atual Indonésia. Apaixonou-se pelo orangotango, não só pela sua bela cor laranja (em holandês, “orange”) como pelo seu caráter manso (“tam”). E juntou as duas palavras para dar ao animal um nome na sua língua.

Os malaios gostaram tanto do apelido “orangetam” que passaram a adotá-lo, esquecendo rapidamente o nome original do orangotango. E, quando a Companhia das Índias apareceu por ali, anos mais tarde, já depois da morte de Houtman, a corruptela “orangoutan” era a forma dominante na língua corrente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s