Criptoetimologia (57): Mercado

De uso raro em português, a palavra cado vem do latim cadus, que era um tipo de ânfora ou vaso. Por extensão, significava o conteúdo do vaso, servindo como medida de capacidade: um cado de trigo, azeite ou vinho, por exemplo.

Nos primórdios do Império Romano, antes que o sestércio se impusesse como moeda oficial, era prática corrente que cidadãos comuns, numa evolução do escambo, pagassem por bens com “vales” que representavam seu compromisso de entregar ao vendedor um cado (no caso, de sal – lembrem-se que salarium era a paga de um trabalhador em sal) para saldar a dívida.

Esse antepassado remoto do cheque dizia que o portador merece (meris) um cado (cadus). A troca secundária entre os meris cadus se tornou o mercadum ou mercatum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s