Biblioteca de Babel (77): Malakemenwa

Em tradução livre, o título quer dizer “Noventa Peles”. O nome, porém, é impróprio, já que algumas das suas páginas não são escritas sobre peles, e sim sobre papiros, tábuas e outras superfícies.

O importante é que cada uma usa um material diferente. E, em cada uma, o estilo e o conteúdo do texto são diretamente influenciados pelo suporte em que está escrito. As peles de vaca e de carneiro trazem madrigais bucólicos; as de leões e tigres, poemas épicos; e assim por diante.

O livro deveria ter, como diz o nome, 90 páginas. Contudo, a única cópia existente soma apenas 89. Enquanto a teoria mais comum é de que uma página se perdeu (e sobram especulações sobre o seu material), alguns exegetas afirmam que a 90ª é feita de ar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s