Criptoetimologia (52): Mármore

Quando o almirante romano Catulo naufragou na costa de Ortonovo, próximo da região hoje conhecida como Carrara, e os corpos dos marinheiros foram trazidos pelas ondas até a praia, deu-se sepultura ali mesmo a todos os mortos. Para marcar o lugar, sobre cada cova foi posta uma pedra trazida das proximidades, das grutas de Luni.

Quem via o local admirava-se com o mare moris (mar dos mortos). E maremoris, depois marmoris, ficou sendo o nome das pedras que vinham de Ortonovo.

(Alguns criptoetimólogos defendem a tese de que a palavra vem de Mariæ Mors, Morte de Maria, nome em latim da festa em que algumas das primeiras comunidades cristãs lembravam a morte da Virgem Maria. Com a adoção do dogma da Assunção de Nossa Senhora, foram banidas as pedras de mármore que representavam a sua sepultura e que eram veneradas na comemoração, mas o nome já havia se difundido como sinonimo de lápide funerária e, por extensão, do material de que esta era feita.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s