Dramatis Personæ (140): Santana

A carreira na empresa foi meteórica. Em dois anos passou de estagiário a poeta sênior, e logo depois a gerente poético. Três anos depois foi promovido a Diretor de Poesia, com direito a bônus e um pacote de ações.

Hoje, porém, enfrenta uma situação difícil.

No mercado, de uma forma geral, a avaliação é de que o ex-enfant terrible perdeu a maior parte de seu élan desde que subiu para um escritório luxuoso no último andar da empresa. Na última reunião de diretoria, não conseguiu escapar das cobranças. O fraco desempenho do seu setor foi responsabilizado pela baixa produtividade nas fábricas e pela queda das vendas. Já se fala em substituí-lo, talvez por um especialista japonês que renove a cultura empresarial com um pouco de haikai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s