Folhinha (29): Dia das Cócegas

O Dia das Cócegas, aparentemente, surgiu em 24 de janeiro de 1782. Diz a maioria dos relatos que o alcaide de Nova Flandres, titilado por sua esposa, caiu na risada quando anunciava em praça pública a execução dos líderes de uma rebelião. O povo, revoltado com a zombaria, atacou a guarda com plumas e penas,  fazendo os soldados contorcerem-se de riso e largarem as armas, para em seguida libertar os condenados e tomar o poder.

Causa estranheza, é verdade, a atitude da alcaidessa, e mais ainda o fato de toda a população estar armada com tais apetrechos. Por isso, muitos historiadores dão crédito à versão de que na mesma data, um ano antes, o bispo havia sido vítima da mesma peça, pregada por um coroinha, e desatado a rir no meio da homilia, no que foi seguido por todos os fiéis.

Na igreja ou na praça, portanto, surgiu a tradição dos novaflandrinos fazerem cócegas uns nos outros no dia 24 de janeiro. Os mais sensíveis não se arriscam a sair de casa, embora em mais de dois séculos jamais tenha havido um incidente fatal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s