Dramatis Personæ (133): Romeu

Seu passatempo é entrar em igrejas e fazer falsas confissões aos padres. Nas visitas ao confessionário, já foi terrorista, ladrão de jóias, sequestrador, idólatra, blasfemador, corruptor, homicida, perjuro. Quando o confessor o atende numa conversa mais informal, lado a lado num banco de igreja, costuma narrar com especial riqueza de detalhes os seus pecados contra a castidade, às vezes identificando uma excitação mal disfarçada do padre. Em outros casos, explora as possibilidades malignas de pecados mais tolerados, como a gula e a preguiça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s