Biblioteca de Babel (65): Guia Lafayette

Quando surgiu, era apenas um mapa comentado do cemitério de Père Lachaise, indicando os locais dos túmulos mais visitados. Ainda assim, pouco mais que os lugares-comuns: Piaf, Morrisson, Callas, Balzac.

Hoje, em sua 28ª edição, traz resenhas de mais de 10 mil túmulos, espalhados por 618 cemitérios de 39 países¹ em cinco continentes. Além disso, contém informações completas e atualizadas de serviço, inclusive hospedagem em locais próximos. Um apendice lista ainda 82 parques, praias, lagos, rios e outros lugares onde as cinzas de mortos ilustres foram dispersadas após a cremação.

O maior crescimento, porém, não foi o quantitativo. Ao longo de 28 edições, o Lafayette deixou de ser um mero catálogo de celebridades mortas e seus locais de repouso. Passou a destacar túmulos de desconhecidos, mas que chamam a atenção pela arquitetura, pelo pitoresco ou pelas histórias (algumas fantasmagóricas) que os cercam. Tornou-se, assim, obra de consulta obrigatória para o turista funerário mais sério.


¹ Nesta edição, foram incluídos cinco campos brasileiros: São João Batista e Cemitério dos Ingleses, no Rio; Consolação e Araçá, em São Paulo; e Santo Amaro, no Recife.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s