Biblioteca de Babel (63): Nós

Nós somos o romance politicamente mais radical deste século.

Concluímos que todos estamos interligados; que nada faremos sem que sejamos afetados; que só resolveremos nossos graves problemas se levarmos isto em conta ao agirmos. Por isso, em nosso livro conjugamos todos os verbos na terceira pessoa do plural.

Em nossas páginas acontecemos amores, intrigas, traições, aventuras. Mas os personagens nos confundimos, assim como os cenários e os enredos, pois somos sempre e ao mesmo tempo sujeito e objeto.

A esta altura, já descobrimos que fomos nós que escrevemos este livro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s