Bestiário (91): Xaruzyyia

Na língua mongol, quer dizer algo como “cavador de túneis”. Mas também poderia ser chamado de castor da areia, porque é a única espécie desse roedor que vive nos desertos.

Assim como os castores dos lagos e rios americanos, os xaruzyyias são famosos pelos diques que constroem. Misturando sua saliva rica em enzimas à areia do deserto de Gobi, criam uma argamassa que seca rapidamente sob o sol da Mongólia, e com ela moldam suas grandes tocas coletivas, onde armazenam a comida que conseguem recolher.

Os diques dos xaruzyyias também funcionam como abrigo contra as tempestades de areia. São os únicos pontos de referência que permanecem em meio à constante mudança das dunas de Gobi. Por isso a antiga religião xamanista dos nômades mongóis considerava esses roedores animais sagrados, que orientavam as almas na sua jornada depois da morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s