Biblioteca de Babel (59): Mangória

Considerada uma das peças mais importantes do teatro moderno, foi encenada apenas uma vez. Ao fim do monólogo, T.R., autora e atriz, sacou uma arma e disparou contra o próprio peito, matando-se no meio do palco e tombando sob os aplausos da plateia.

A autora foi taxativa nas instruções que deixou. Mangória só poderia ser montada novamente se terminasse com o suicídio – igualmente real – da intérprete. O texto permanece desde então restrito às estantes da Biblioteca de Babel.

Anúncios

4 Respostas para “Biblioteca de Babel (59): Mangória

  1. Que incrível… nunca soube disso!

  2. Nossa, vc teve dengue? Já tive duas, morro de medo da terceira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s