Postais do Exílio (67): Paatèlstir

O orgulho da pequena cidade de Manicek é o lago Paatèlstir. O motivo é surpreendente. O fundo do lago é ligado por canais subterrâneos a rios da Austrália, a milhares de quilômetros dali, permitindo que, de vez em quando, especialmente no verão, ornitorrincos apareçam por ali.

É o que os moradores dizem aos visitantes. Sempre há quem acredite e passe horas a observar a superfície tranquila do Paatèlstir, à espera de um ornitorrinco. Às vezes vê um movimento ao longe. Mas quase sempre o jeito é voltar para casa apenas com um souvenir comprado nas lojas da margem.

Paatèlstir, no dialeto local, pode ser traduzido como “lago dos tolos”. Nasce um a cada segundo, como dizia P.T. Barnum. (Em Manicek, a explicação oficial é de que o nome significa “pato-castor”).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s