Definições

hermes.jpg – Temos um problema. A proposta de nova instrução para entrega de requisições diz que elas devem ser deixadas na portaria.
– Sim, e daí?
– Não pode. Pelas definições adotadas aqui, portaria é um é um “ato administrativo que estabelece os procedimentos internos da Administração Pública”.
– Sim, mas isso se refere a portaria como norma. Nós estávamos falando de portaria como local. Ninguém vai confundir uma coisa com a outra.
– Não interessa. Todos os nossos documentos precisam seguir a padronização de definições. Portaria só pode ser ato administrativo. Se não, todo o sistema integrado entra em colapso.
– O que vamos fazer então? Não podemos mandar deixar as requisições, sei lá, na porta.
– Hm, pode ser uma solução. É só definirmos porta como se fosse portaria.

(Eu exagero. Mas só um pouco.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s