Biblioteca de Babel (40): O Anuário Heijden

O catálogo traz as mais preciosas obras de arte roubadas em cada ano, bem como o seu valor estimado no mercado negro e o contato para a compra. Apenas quarenta exemplares de cada edição são impressos, e distribuídos sempre no dia 1 de março aos maiores colecionadores de arte roubada do mundo.

Ninguém sabe quem edita e distribui o anuário. Mas também ninguém contesta suas informações. E muito menos a lista de leitores.

Mais de um milionário excêntrico já entrou em depressão profunda ao contatar, no dia da distribuição, que havia perdido seu lugar na lista.

A simples posse de um Anuário Heijden é considerada pela Interpol prova suficiente de crime de receptação.

Anúncios

Uma resposta para “Biblioteca de Babel (40): O Anuário Heijden

  1. sinistro.

    R. Você tem um?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s