Criptoetimologia (14): Têmpora

Do latim tempora, plural de tempus, “tempo” (O tempora! O mores!). Isso é o que qualquer dicionário etimológico de razoável para baixo pode dizer. Mas o que tem uma região da testa a ver com o tempo?

A resposta está nos templos de Jano, o deus romano de duas caras. Antes de abrir as portas da paz ou da guerra, os sacerdotes (que não têm nada a ver com os janízaros, diga-se de passagem) deviam contar até cem. Ao fim da contagem, perguntavam ao imperador se a sua decisão se mantivera ou mudara. Era uma forma, ainda que simbólica, de evitar que uma decisão tão apressada fosse tomada sem reflexão.

Contar até cem rápido ou devagar? A medida era a pulsação da veia temporal, que os sacerdotes sentiam com os dedos pousados sobre a testa. Os pontos da cabeça usados para marcar a passagem dos tempos ganharam então o nome de tempora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s