Dramatis Personæ (63): Amadeu

Muitos entram na faculdade de Medicina apenas pelo status da profissão. Outros, por vocação ou por um vago desejo de ajudar ao próximo. No seu caso, foi por paixão. Ou melhor, por fetiche.

Amadeu, radiologista, é osteófilo. Tira cópias dos exames de raios-X que faz na clínica e leva-as para casa. Sozinho no seu quarto, excita-se com as imagens de tóraxes perfeitos e fêmures bem torneados. Abomina fraturas, especialmente as expostas, mas guarda algumas fissuras para variar.

Uma vez, ainda na universidade, fez sexo com um esqueleto. Decepcionou-se, como costuma acontecer com aqueles que realizam suas fantasias. Acredita que foi por causa do crânio. Crânios tiram o seu tesão.

Um momento difícil foi a descoberta da sua própria bissexualidade. Mas assumiu e hoje, quando se trata de úmeros, por exemplo, prefere os masculinos.

Não gosta de garotas anoréxicas com seus ossos deformados e descalcificados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s