Postais do Exílio (33): Candures

Numa cidade tão pacata e ordeira, quase ninguém pensaria em abrir uma academia de defesa pessoal. Mesmo assim, houve um pioneiro que tomou a ousada iniciativa.

Quase foi à falência.

Só se salvou porque, quando o fracasso era iminente, vislumbrou uma idéia genial. E abriu do outro lado da rua uma escola de ofensa pessoal.

Hoje os dois estabelecimentos são um sucesso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s