Dramatis Personæ (50): Mortimer C. Smith

O cartão diz “Mortimer C. Smith – Agenciador de homicídios”. E não seria preciso acrescentar muita coisa. Apenas a forma como ele entrou nesse ramo de negócios.

Smith já havia sido proxeneta, bookmaker e interceptador. Conhecia praticamente toda atividade ilegal ou minimamente marginal em que houvesse alguma oportunidade de ganhar dinheiro como atravessador. Mas foi como traficante de órgãos que se destacou. Foi o intermediário perfeito entre todos os desesperados que estavam dispostos a vender um rim ou um olho e aqueles prontos a pagar pequenas fortunas pelo transplante.

Um dia, recebeu uma proposta diferente. Um antigo fornecedor que já não tinha mais órgãos  a oferecer propôs a venda da própria vida. Por uma quantia razoável, paga com um adiantamento suficiente que lhe permitisse gastar o dinheiro, aceitaria ser assassinado por qualquer um interessado em sentir a emoção do crime. Tudo perfeitamente pactuado em contrato.

Foi fácil encontrar um comprador. E, depois de aberto o caminho,  mais fácil ainda explorar as suas múltiplas possibilidades.

Em recente entrevista, admitiu que seu próximo objetivo é agenciar um ataque terrorista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s