Bestiário (38): Magaru

O mais acertado é falar do ovo de magaru e não do animal em si, porque ninguém jamais viu um deles sequer. Só os seus ovos — redondos, de cores variadas, brilhantes, com pintas, raias, manchas.

Muitos acreditam que o magaru conseguiu dar um jeito de se reproduzir sem sair do ovo, mas não se sabe muito bem como isso seria possível. Só é certo que os ovos encontrados na natureza e coletados nunca eclodem, mas quando você menos espera aparece outro no meio deles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s