Arquivo do dia: quarta-feira, 15/8/2007

Dramatis Personæ (34): Ainazade

Como ao sultão desgostassem as contadoras de histórias, as quais considerava todas incorrigíveis e contumazes traidoras, que sempre o frustravam com os fins das suas narrativas, determinou que a cada noite se casaria com uma delas e ao amanhecer, quando a noiva chegasse ao fim da história, mandaria cortar sua cabeça.

Centenas de jovens morreram assim. Até que Ainazade, a filha do grão-vizir, ofereceu-se para ser a próxima esposa, ainda que sob os protestos do pai.

Na noite de núpcias, porém, surpreendeu o sultão com carícias tão sedutoras que passou-se toda a noite e ele até mesmo se esqueceu de ordenar uma história. Ao amanhecer, adiou a execução para o dia seguinte. Mas na segunda noite ela ensinou ao marido coisas de que ele jamais suspeitara. E mais uma manhã chegou, e no dia seguinte foi assim novamente.

Durante mil e uma noites Ainazade seduziu o sultão. E ao fim ele percebeu que algumas histórias podem terminar bem, e desistiu de cortar a cabeça da sua mulher.