Histórias reais (9): Jaros e Rumni

No início, quando nada existia, havia apenas Jaros, o amor. E todas as coisas estavam dissolvidas nele.

Então surgiu Rumni, a Palavra, e faz o primeiro corte em Jaros, e criou o antes e o depois, o acima e o abaixo. E fez mais cortes, e assim surgiram o homem e a mulher, o céu e a terra, o fogo e a água, o arco-íris, a concha, o trevo e Taruz (o pássaro-trovão).

Depois disso, quando o amor estava disperso por tudo o que existe, a chama de Jaros que havia dentro das coisas fez que elas se buscassem. O amor surgiu entre os homens, e entre as mulheres, e entre homens e mulheres. Toda vez que se unem, Jaros renasce na lembrança do Todo que um dia foi.

Rumni, porém, quis mais uma vez cortar Jaros, e dar nomes diferentes aos amores. Mas Jaros amaldiçoou para sempre quem quisesse separá-los.

(17 de maio é o Dia Mundial Contra a Homofobia)

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s