Postais do Exílio (102): Micrônia

Faço saber a todos que esá declarada a independência da Micrônia, a menor nação do mundo, com superfície total de 1 mícron quadrado (1 μm²), num quadrado com um mícron (1 μm) de lado.

A Micrônia é, portanto, um país – e nisso o único no mundo, que eu saiba – menor do que o seu próprio mapa (acima, em proporção de 10.000:1) ou sua bandeira (abaixo, formada por um quadrado sable, representando a compressão do infinito sobre o infinitesimal, o devir da imanência e a cocada de coco queimado, sobre campo blau, que é uma cor bonita).

A localização da Micrônia é segredo de Estado. Assim será mantida para evitar qualquer tipo de conflito diplomático com os países vizinhos. Ou o país vizinho, pois a Micrônia pode muito bem ser um enclave. Você pode já ter passado por ela. Na verdade, pode até estar sobre ela neste exato momento, e portanto sujeito às suas leis.

Até que o hino oficial seja aprovado, será adotado como hino provisório em todas as cerimônias “Eu quero é rosetar”, do micronês honorário Haroldo Lobo.


Nota do Almanaque: O texto e as ilustrações acima foram retirados de um folheto encontrado num local que pode ou não se encontrar nas imediações da Micrônia.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s