Arquivo do dia: quinta-feira, 15/1/2009

Biblioteca de Babel (35): Submazarinos

Uma das cadeiras da Académie Française é ocupada por uma mentira há séculos, desde a sua fundação.

Seu titular é sempre alguém que um dia foi um jovem de grande charme e nenhum talento, mas que foi eleito secretamente pelos imortais para tornar-se um membro da academia. Foram eles que lhe ofereceram, prontos, os livros que assinou e publicou.

Construiu assim uma brilhante carreira literária às custas das obras alheias, até finalmente ser eleito para a Académie e ocupar a cadeira falsa.

É obrigação de todo acadêmico escrever pelo menos um livro que será mais tarde atribuído ao escolhido para ser o novo falso escritor. Os originais destas obras ficam guardados numa sala secreta, nos porões da Biblioteca Mazarine, no Institut de France. Por isso, são conhecidos como os sous-mazarins, submazarinos.

Houve pelo menos um submazarino que, após publicado, revelou-se melhor que toda a obra oficial de seu verdadeiro autor. Este, ao ver o sucesso do falsário e compreender que jamais escreveria algo do mesmo nível, cometeu suicídio em Notre Dame. O caso, evidentemente, foi abafado.